Descanso é para os fortes!

Está aí um tema super polêmico ao qual muitos atletas, principalmente amadores, não dão tanta importância: o descanso. Existe um momento em que se deve parar por um período para tomar um fôlego para a próxima temporada? Caso positivo, qual é este momento?

Para os ciclistas profissionais, o descanso geralmente acontece de uma a duas vezes ao ano, ou quando acaba a temporada de provas ou então, no intervalo de uma grande prova para outra, como uma volta ciclística, por exemplo. Eles chegam a parar por 1 mês ou até mais tempo, dependendo o calendário do próximo ano. Vão fazer outra coisa… Jogar xadrez, fazer fortalecimento, fisio, treinar outra modalidade de ciclismo como cyclocross, gravel de forma mais recreativa.

Já para os ciclistas amadores de alto rendimento, a coisa fica dividida. Depende muito do estilo de vida que o atleta leva. Depende do tipo de prova que faz e depende da quantidade de provas que faz por ano. As ciclistas da LuluFive Team competem em alto nível o calendário nacional, então, treinam muito forte o ano todo, competem muitas provas, mais de 20 provas no ano, algumas com mais de um dia como as Voltas Femininas e Brasileiros. Chega no final do ano, o treinador / técnico Ronaldo Martinelli dá férias para que elas possam rodar se quiserem, fazer o que quiserem, sem uma especificidade para que voltem em janeiro motivadas para os treinos exigentes do próximo ano.

Essas pausas fisiologicamente são boas, mas, psicologicamente são excelentes!

Já os ciclistas que treinam com o objetivo de manter a forma física e a qualidade de vida não sentem tanto essa necessidade de parar ou desacelerar e, quando o fazem, é por outro motivo: férias com os filhos, viagens, compromissos profissionais ou simplesmente porque não estão no momento. Isso acontece porque na maioria das vezes não ultrapassa seus limites, não exige tanto do corpo, portanto não sente cansaço físico e psicológico que justifique um descanso da magrela.

Por fim, há os ciclistas que só param para se recuperar de uma gripe ou uma queda — consideram esse período como descanso, o que na verdade não é.

Seja qual for a sua escolha, que seja feita de forma consciente e que te traga bem-estar e felicidade. Qual é a sua?

Bons treinos!

 

Gisele Gasparotto

Poste um comentário

X