Iniciantes no ciclismo de estrada

Com o aumento da procura de pessoas querendo começar a pedalar (esporte), é muito comum deparar-me com dúvidas que muitas vezes são básicas para quem pedala há mais tempo, mas para quem está começando são dúvidas realmente importantes e pertinentes. Por isso, resolvi colocá-las aqui, para ajudar mais gente que não tenho acesso e também está iniciando no ciclismo. (Gisele Gasparotto)

uso correto do capacete

Pessoal, o capacete foi criado para proteger toda a cabeça, inclusive a testa. Não esqueçam que a testa faz parte da cabeça e não pode ser esquecida. Portanto ajustem o capacete de modo que ele fique reto na cabeça! Nem acima da testa, nem muito para baixo. Além disso, é legal experimentar o capacete antes de comprar, para saber se ele está do tamanho correto da sua cabeça. E muito importante: não apertem demasiadamente o ajuste atrás do capacete, pois enquanto se pedala é natural sua cabeça dar uma inchada e, se estiver muito apertado, vai marcar a sua testa e dificultar a circulação de sangue no local.

A sapatilha é realmente indispensável para prática de ciclismo?

Sim, é indispensável para quem tem como objetivo praticar o esporte chamado ciclismo. Diferente de quem pedala por lazer, se você quer performar em cima da bicicleta, a sapatilha é um item obrigatório. Ela vai te dar a segurança em cima do pedal para fazer força sem escapar o pé. Além disso, vai deixar a sua pedalada mais redonda.

O que é pedalada redonda?

A pedalada redonda é quando você tem eficiência em todos os pontos de força do pedal. Seja empurrando, seja na puxada do pedal. Quem não usa sapatilha não consegue usar a parte da puxada. Além disso, quando você fica em pé na bike (numa subida, por exemplo) o seu pé não irá escapar do pedal.

Pra que servem os óculos de ciclismo?

Os óculos não são usados apenas para estilizar (também rs), ou proteger do sol, mas, principalmente para proteger os olhos de sujeiras ou objetos que possam voar nos olhos quando está pedalando, portanto também é um item indispensável.

uso de mochilas, “camelback”, poches e similares

Gente… Estamos falando de ciclismo de performance, certo? Isso quer dizer que você vai pedalar por três, quatro horas, numa velocidade moderada. Para isso servem as camisas de ciclismo com bolsos. Para você colocar câmaras, alimentos, documentos, suplementos, sem carregar peso demasiado nas costas e sobrecarregar sua coluna. Quanto mais livre e leve você estiver, melhor será seu desempenho, e sua cervical agradece. Se for caso, use aquelas bolsinhas pequenas que podem ser presas no canote da bicicleta para colocar ferramentas, câmaras, entre outros itens básicos.

O que é o bike fit e pra que serve? Preciso mesmo fazer?

Se você quer ter vida longa no esporte, sem lesões e boa adaptação à postura da Road Bike, o fit é fundamental. O Bike Fit nada mais é que o ajuste fino das medidas da bike com o seu corpo. O fitter (como é chamado) vai medir sua flexibilidade, tirar suas medidas, olhar a curvatura do seu pé. Se há diferença significativa entre o comprimento de uma perna e outra, entre outros ajustes. A partir daí ele vai mexer na altura do canote (banco), vai mexer na altura da mesa, a distância entre o selim e o guidão e por aí vai. Tudo pra que você fique o mais adaptado possível em cima da sua bike que deve ser uma extensão do seu corpo, por isso no nome Fit. (vide texto da bikefitter Kami Sikora neste blog : https://lulufive.com.br/a-importancia-do-bike-fit/

Porque o ciclista usa roupas tão justas?

Bem… O ciclismo de estrada remete à velocidade. Quanto menos atrito com o vento o ciclista tiver, melhor para seu desempenho. Roupa muito pesada ou larga podem formar um tipo de paraquedas no ciclista, fazendo com que tenha que fazer mais força para manter uma velocidade mais alta. Então, tem que ser justinho mesmo.

E por último e talvez mais polêmico:

roupa íntima, usar ou não usar?

Acho que a resposta não é que não pode. Você pode o que quiser, mas, não deve. Vou te dizer porque. Primeiro que o bretelle de ciclismo é fabricado com forro para diminuir o atrito do selim com as partes íntimas do ciclista. Este forro é bactericida justamente pra poder ser usado sem roupa íntima. Quando você faz treinos mais curtos e sem muita intensidade, talvez não perceba o incômodo, mas, à medida que for aumentando o volume de treinos e intensidade, vai sentir que a roupa íntima vai te cortar (sim, o elástico machuca) e que o suor acumulado na região pode acumular bactérias indesejáveis.

depilar ou não depilar?

Esse assunto é muito polêmico, especialmente para os homens. Muitos não entendem a razão e acham que depilar é coisa de “metrossexual”. Particularmente eu não gosto de pelos. Uma das razões da depilação é facilitar a limpeza dos ralados caso haja uma queda. Outro motivo é ajudar na hora de fazer massagem. Pernas com muitos pelos não espalham bem o óleo ou creme de massagem, e isso dificulta a vida do fisioterapeuta ou massagista. Com relação à performance, não existe nenhum tipo de comprovação de que depilar as pernas ajuda no desempenho. Depilar as pernas pode ser ainda uma forma de ser aceito no pelotão, pois um dos termos usados pelos ciclistas mais experientes para chamar o ciclista que não tem experiência ou habilidade com a bike é “PELUDO”.

E aí? Gostou? Tirou suas dúvidas??? Se tiver mais dúvidas sobre iniciação, comente aqui ou mande e-mail pra gente: contato@lulufive.com.br

Gisele Gasparotto
LuluFive

Poste um comentário

X