Pedalando na Chuva!

Muitas ciclistas tem medo de pedalar na chuva, mas, por mais que tentemos evitar, às vezes ela nos pega de surpresa e então, temos que enfrenta-la. Neste caso, vamos enfrentar a chuva com segurança e consciência para que você chegue sã e salva. (por Gisele Gasparotto)

 

Tempestade com Raios

Afinal, o pneu da bike protege o ciclista dos raios? Muitos ciclistas acham que o pneu da bike isola o raio, o que é um engano. Ao contrário das bikes, os carros são abrigos seguros por causa do efeito gaiola. O raio é uma descarga elétrica com um potencial gigantesco. Os poucos cm de isolamento de pneus não são páreos para a potência de um raio. O fato de estarmos pedalando, sem pôr os pés no chão não faz diferença. Portanto, se estiverem enfrentando uma chuva com raios, o melhor a fazer é parar em um lugar seguro e esperar.

Roupas

Você deve ter uma capa de chuva que proteja ao menos a parte de cima do seu corpo: peito e costas, ou um colete impermeável. O resto vai molhar mesmo, não tem jeito. Caso a chuva te pegue de surpresa a ponto de você não ter nada pra te proteger, uma dica é colocar uma sacola plástica no peito ou jornal. Caso não tenha nada disso, chegue ao destino e vá direto para o chuveiro, de roupa e tudo.

Óculos é legal ter um com lente transparente, ou amarela, mas, dependendo da quantidade de água que estiver caindo, ele pode atrapalhar um pouco. Neste caso, tente tirar o excesso de água dele. Se você tiver que parar a bike e os óculos começarem a embaçar, você pode tirá-los e depois, quando começar a pedalar de novo, colocar novamente.

Cores fortes nas roupas são desejáveis, com chuva ou sem. Idem para as luzes dianteira e traseira na bike. Luvas, item importante com ou sem chuva, mas na chuva, é mandatória porque a chance de escorregar a mão do guidão é maior.

Frenagem e distância

Se você estiver em pelotão, aumente a distância da roda da frente. Primeiro porque a visibilidade na chuva diminui e depois, porque a água da roda traseira da colega da frente vai direto no rosto. Para isso, uma dica é manter-se mais para o lado direito ou esquerdo da roda da frente e não totalmente atrás.

Com a chuva, há um acúmulo de água nas sapatas de freio, então, uma dica legal é você dar umas apertadinhas de leve no freio pra tirar a água, antes de colocar mais pressão pra frear. Fora isso, você vai precisar antecipar sua freada para melhorar a eficiência dos freios que ficam ineficientes na chuva hehehe.

Pressão dos Pneus

Excesso de pressão nos pneus pode atrapalhar na chuva. Isso porque a chuva diminui ainda mais o atrito do pneu com o asfalto o que pode fazer a bike derrapar com mais facilidade. Uma dica, se você perceber que isso está acontecendo com você é dar uma leve esvaziada nos pneus. Mas, meninas, é dar um toque bem de leve no bico da câmera para tirar um pouquinho da pressão.

Faixas brancas ou coloridas

As faixas de pedestre ou faixas coloridas na rua podem ser perigosas, mas, acalmem-se. Não é o fim do mundo. Você até pode passar em cima da faixa, você não pode é frear em cima da faixa. Ou, fazer uma curva rápida e fechada bem em cima da faixa de pedestre ou colorida. Mas, se não tiver como não passar, não se desespere. Freie antes e passe pela faixa sem apertar os freios. Se for numa curva, faça a curva devagar, sem deitar a bike e NÃO freie na curva, sempre antes de entrar nela.

Pra finalizar, quando chegar ao destino, pegue sua bike e passe um pano nela e na corrente pra tirar a sujeira mais grossa e passe um óleo (na corrente) pra evitar a oxidação. E tão logo seja possível, deixe sua bike na revisão, pois a chuva pode comprometer os cubos, cabos e lubrificação da bicicleta, diminuindo a vida útil das peças.

Boas pedaladas!

Gisele Gasparotto

2 Comentários

  • Denise

    Muito bom!nada como explicar tudo com clareza.

    • LuluFive

      Que bom que gostou!!!

Poste um comentário

X